Planos de Actividades

Plano de Actividades do Instituto de História Contemporânea para 2012

A actividade do IHC neste ano de 2012 continuará a pauta-se, em termos gerais, pelos eixos estratégicos definidos pela Assembleia Geral do IHC de 2/04/2011 para o biénio 2011/2012 e que aqui se retomam. O problema central que, directa ou indirectamente, tem estado, e no nosso entender, deverá continuar a estar no centro do desenvolvimento científico do IHC, é a problemática histórica da modernização da sociedade portuguesa no contexto integrado e comparado da época contemporânea (Secs. XIX a XXI). Ou seja, a problematização histórica comparada, mas também pluridisciplinar, dos vários aspectos e dimensões dos difíceis caminhos da modernização e do desenvolvimento sustentado do país considerados em alguns eixos essenciais:

a) As relações do centro com a periferia e a problemática da integração do Estado e da sociedade portuguesa nos grandes espaços nucleares de organização de interesses ou de disputa e conflitualidade.

b) A consideração das diferentes dimensões da modernização no seu processo histórico de evolução e em contexto internacional comparado:

  • A modernização política e institucional
  • A modernização económica, tecnológica e científica
  • A modernização social
  • A modernização cultural e educacional
  • A modernização e transformação social do território

c) As relações da periferia intermédia com a ultra-periferia: a questão colonial
e pós-colonial. O caso português em perspectiva comparada.
Uma definição de grandes linhas necessariamente não impeditivas ou limitadoras de outras abordagens específicas e obedecendo aos mais amplos critérios de liberdade de iniciativa e criatividade científica.

2. À luz destas orientações gerais procedeu-se, desde a última assembleia Geral, às medidas de reorganização aí definidas para fazer face aos desafios presentes que se colocam a uma unidade de Investigação como o IHC:

a) Reorganização dos Grupos de Trabalho/linhas de investigação;
b) Reorganização da estrutura e pelouros da Direcção do IHC, já efectuada;
c) Criação do Conselho Coordenador das áreas e Linhas de Investigação, já em funcionamento;
d) Criação, com o apoio do Conselho Coordenador, de um fundo por GT e LI para financiar com autonomia de decisão as respectivas actividades;
e) Criação de um sistema de apoio financeiro semestral às publicações dos investigadores e às suas deslocações a encontros científicos no estrangeiro;
f) Remodelação da linha gráfica do IHC, já concretizada;
g) Recriação do site do IHC (actualmente em curso, tendo já sido efectuado o concurso público para a sua remodelação)
h) Renovação do equipamento e dos espaços de trabalho do IHC (já foi encomendado o novo equipamento à Central de Compras do FSCH e redefinidos os espaços de trabalho disponíveis);
i) Criação de uma newsletter quinzenal para informar/destacar as actividades dos vários Grupos de Trabalho e Linhas de investigação do IHC.

O ano de 2012 verá a consolidação destas e outras medidas afins.

3. A actividade do IHC para 2012 desdobra-se por um largo conjunto de iniciativas científicas as mais variadas, a realizar pelos vários Grupos de Trabalho e Linhas de Investigação de acordo com o que consta do mapa junto (ver Anexo II). Não será seguramente, dispiciendo acentuar os critérios que se procurarão imprimir a toda esta actividade:

a) Contribuir para uma sólida formação científica do corpo dos seus investigadores, designadamente no tocante ao apoio às sua publicações, à internacionalização das usas actividades e ao fomento da sua cooperação em rede com outros investigadores de outros GT do IHC e de outras unidades de investigação nacionais e estrangeiras;

b) Fomentar a cooperação científica horizontal dos GT e LI do IHC entre si e com outras unidades e instituições num espírito de sã cooperação institucional e no quadro de uma decidida e permanente aposta na internacionalização do IHC;

c) Persistir na linha das preocupações fundadoras do IHC que foram, desde sempre, a da divulgação/formação de docentes e estudantes e a de prestar serviços qualificados de informação/documentação/organização de arquivos à comunidade e às mais variadas entidades públicas e privadas;

d) Continuar a alargar o corpo de investigadores do IHC, desde logo o dos doutorados integrados, mas também o dos investigadores associados, procurando cruzar a jovem investigação a entrar ou a sair dos mestrados ou a doutorar-se, com as gerações de investigadores mais experientes;

e) Aprofundar o apoio docente e a orientação científica prestada aos cursos de Mestrado e Doutoramento em História Contemporânea e áreas afins com elas conexas da FSCH, bem como aos estudantes de pós-doc recebidos pelo IHC. Reforçar o contributo dos estudantes de pós-doc às actividades cientificas do IHC

f) Manter relações de cooperação saudáveis e mutuamente produtivas com a direcção da FCSH, nossa instituição de acolhimento, sempre preservando a autonomia do IHC como unidade de investigação da FCT e o principio da vantagens mútuas desse relacionamento.

A Direcção do IHC

PA IHC 2012 anexoII.pdf